28 maio 2009

Dia de África

Na passada segunda feira os meus ( e mais alguns) alunos africanos, brindaram-nos com uma festinha para comemorar o Dia de África. Vêem de Angola, Cabo Verde e São Tomé e Principe, e os três grupos apresentaram os seu países; o regime político, história, costumes, gastronomia e como não podia deixar de ser as suas danças. Assisti pois a actuações de Kizomba, Kuduro, Funaná, Puíta e Ussua que foi a que mais gostei. Estas últimas são danças típicas de São Tomé e Principe.
A Kizomba essa como a mais popular, não foi novidade pois quase diariamente vejo estas danças, nos intervalos, nos corredores, e na vergonha das "meninas brancas" que querem aprender com os colegas africanos. Foi sem dúvida uma tarde bonita, e tocante especialmente quando eles leram poemas africanos de cada um dos países, e todos eles invocavam muito a saudade que eles sentem das famílias já que quase todos não as vêm desde Setembro. Adorei. A vocês, os meus "meninos" Edilson, Ilândio, João, Ayquisa e Serguey, o meu muito obrigada.

27 maio 2009

Dias assim

Hoje vi os meus meninos chegarem a casa. Hoje eles tinham a mãe à espera deles. Hoje comeram da minha comida, comigo, connosco, todos juntos à mesa.
Hoje não dei aulas à noite!

E ela tirou a conclusão!!!

Maria:
- "É que sabes? Eu sou uma criança muito esperta! E sou muito esperta porque eu sei!"
-"Sabes o quê , e porquê?"
-"Que eu sou muito esperta e tu não! Porque eu quando vou dormir não me esqueço e tu não te lembras!"
-"Mas não me lembro do quê?"
-" Por exemplo, quando antes de dormir eu te peço alguma coisa tu dizes sempre; ai sim, amanhã... E depois no dia a seguir já não te lembras de nada. Eu quando acordo lembro-me logo e sou eu que tenho que te lembrar! Pois, eu é que sou esperta!"

20 maio 2009

Dele

O meu homenzinho, amigo, companheiro. Gosta de estar connosco, ainda que seja sentado ao nosso lado a ver as notícias. Atento, observador, comentador. Repara e comunica logo quando algo sai da rotina e do habitual. Gosta de ouvir histórias ao deitar, enquanto bebe o leite no biberão. Dá-me os melhores abraços e os melhores beijos do mundo. É super meigo e mimalho. Dorme com o "Renato e a Lilinha" (o coelho de peluche e a fralda de pano). Ainda usa chupeta, mas já largou as fraldas. Adora conduzir o seu "Faísca MQueen", e corre a casa toda nele. Adora jogar futebol. Chuta com o pé esquerdo e dizem os entendidos que vai dar num grande craque. É doido pelo Barcelona. Adora ver os jogos do Barcelona e se eu deixasse andava com o equipamento vestido todos os dias. Adora andar de "basueta" (bicicleta) e tem na irmã o seu ídolo. O seu melhor amigo é o A. que salta todos os dias assim que o vê chegar ao infantário.
Nunca quer falar comigo ao telefone, quando ligo à hora do jantar para saber se eles estão bem. Hoje quis... para me dizer que tinha andado de mota com o pai!

15 maio 2009

Bom fim de semana

Lindos!

Queria estar sempre com eles e ver a ternura que têm um pelo outro mais vezes. E queria poder viver todos os dias o momento que hoje vivi com eles. Quando os levei ao infantário, iam a cantar, ou mehor, a Maria ensinava-o a cantar a musica que ela tinha aprendido ontem. Com direito à coreografia e entrada das palmas no momento certo. E ele todo contente e orgulhoso a olhar para ela como se não existisse mais ninguém no mundo. Depois ela pediu para que eu abrisse o vidro dela e ele pediu o mesmo logo a seguir. E depois ela disse:
-Tão querido não é mamã? Quer imitar-me em tudo...

13 maio 2009

Saudades do meu pai

"Agora já me consolei um pouco. Mas não de todo. Sei que ele voltou ao seu planeta; pois, ao raiar do dia, não lhe encontrei o corpo. Não era um corpo tão pesado assim... E gosto, à noite, de escutar as estrelas. Quinhentos milhões de guizos..."
O Pequeno Principe...
ANTOINE DE SAINT-EXUPÉRY

Esgotada

É como me tenho sentido, mas o que é estranho é o facto de só me ter apercebido disso quando uma colega de trabalho me pergunta se ando bem e que estou com uma cara que mais parece que me tinham acabado de desenterrar. "Pálida e com umas olheiras até aos pés...", dizia ela. E depois fui ao quarto de banho, e reparei assim de repente que ela tinha razão, quando me vi bem ao espelho.

São fases e acredito que esta vai passar em breve, mas a verdade é que desde a última quinta feira não tenho feito mais nada senão preparar aulas, preparar exercícios, arrumar papéis, arquivar papéis, tratar do IRS, mais o IVA, mais a roupa; a que pus a lavar, a que estendi, a que apanhei, a que passei a ferro, mais a que arrumei nos lugares devidos. Depois as gavetas que finalmente ficaram organizadas, mais a arrumação dos brinquedos deles, a separação dos que há muito estão sossegados no fundo da caixa porque "são de bebé"... E então há que arrumá-los, tirá-los dali para libertar espaço, e tirar de cada um deles as pilhas incluídas. As que funcionam e as que já estão gastas. E separá-las. Umas são para arrumar, as outras para a reciclagem...

Sinto que nunca mais vejo o fim do fio da meada que são todas estas tarefas que tenho sempre que fazer. Mas e se visse? Será que isso me faria sentir melhor? Me faria mais feliz?

Sinceramente que não sei, mas... ao menos a boa notícia hoje é que a prestação da casa voltou a baixar:) Nem tudo é mau afinal!!

07 maio 2009

De novo sem tempo...

E o fim de semana grande foi basicamente... assim!
Gostava que o próximo fosse igual só que cá em cima... E é isto... passamos a semana a pensar no fim de semana. Para estar em casa, com os miudos, com os amigos, com a família, enfim... com quem mais gostamos. Pena que a distância nos separe tanto de quem tanto gostamos. Tenho já saudades da minha mãe, que foi "ali" a Nova York conhecer o neto, da minha irmã, e do meu sobrinho que ainda não conheço e já gosto tanto dele.

E depois há aquele lado comovente em que vemos que os nossos filhos acompanham este amor, esta amizade, e que diariamente ao longo da semana falam naqueles que estão longe e são tão importantes. E que choram de saudades, e que pedem para voltar, embora depois não queiram falar ao telefone. É a vida, a rotina, o dia-a-dia...