29 dezembro 2009

No final do ano

E inspirada pela "Chuva" que ouço neste momento decidi-me a finalmente actualizar o nosso blog. Diz a musica que " as coisas vulgares que há na vida não deixam saudade, só as lembranças que doem ou fazem sorrir". Concordo a 100% mas... recuso-me a deixar que as lembranças que doem se sobreponham às que me fizeram sorrir, ou me fizeram sentir a felicidade, seja ela de que forma foi sentida. Este ultimo ano, infelizmente parece que teimava em encher o prato da balança das coisas más, e eu teimava em carregar cada vez mais o outro lado. O prato dos acontecimentos que me faziam feliz. E por isso tudo fiz para ter ao meu lado e procurar aqueles que me são queridos. Aqueles que me entendem, que não me condenam, que me aceitam como sou, com as minhas (poucas) qualidades e com os meus (muito) defeitos. E quero continuar a ser assim! Porque isolar-me, porque esconder-me na concha não faz com que os meus problemas se resolvam. Não faz que apareçam formas milagrosas de eu conseguir juntar mais algum dinheiro no fim do mês... E eu preciso de estar com gente, de conversar, de parar o tempo por algumas horas, sem pensar nos muitos problemas e nas muitas responsabilidades. Penso que é isto que levamos desta vida, e quero daqui a uns anos, olhar para trás e pensar que a minha vida valeu a pena, que me foram colocados tantos obstáculos, mas que os consegui ultrapassar, e sobretudo ter com "prémio de consolação" tantos momentos bons vividos com os amigos, com os filhos e com toda a família.
E depois, nos meus momentos, aqueles em que estou sozinha, aí sim, esses são dedicados à procura da resolução dos problemas, da relação com a frustração, com o desânimo, com o cansaço de uma luta tão grande que é esta vida. A vida de toda a gente. E choro, e choro, e choro... a maior parte das vezes no banho, onde lavo o corpo e a alma. E depois de descarregar tudo, de deixar sair a raiva das injustiças, da tristeza do que já se perdeu limpo a cara, e olho em frente. Ganho ânimo e continuo a caminhar e lutar e a viver com tudo a que tenho direito!
Não sei, nem tenho a pretensão de que assim é que está bem, de que esta é a maneira ideal de enfrentar a vida, mas comigo tem resultado. Foi assim que enfrentei todas as barreiras que se levantaram ao longo da minha vida e só assim consigo ter coragem para enfrentar o que ainda está para vir.
Hoje que a temperatura subiu, subiu também o rio e a cheia chegou à nossa aldeia. Uma das pontes já está intransitável, e não fora a outra, estavamos quase isolados. Assim eu penso na vida. Não quero ficar encurralada mas sim encontrar sempre uma saída, nem que seja a nado.

Por isso, deixo estas palavras. Para quando precisar de me levantar de novo vir aqui lê-las e ganhar de novo coragem. Porque sei que o próximo ano vai ser melhor, tem que ser melhor e que tudo vai correr bem. Para nós e para todos, porque nós merecemos!

Para toda a (pouca) gente que nos visita, eu desejo em dobro aquilo que quero para nós. Sobretudo muita saude, força e clareza de espirito e pensamento.
FELIZ 2010!!!

14 dezembro 2009

jingle bells, jingle bells

Ainda com a memória e as emoções tão vivas da festa de Natal da escolinha dos meninos, hoje à tarde. A Maria este ano, teve algum destaque. Para além da sua participação na musica da salinha dela, teve ainda o papel de narradora da peça de teatro que eles interpretaram; O casamento da Gata. Enquanto esteve comigo a ver as actuações dos outros grupos tudo correu bem, mas assim que a hora se aproximava... panicou! Ai que estou tão ansiosa, ai não quero ir, ai não saias daqui... enfim. Lá a consegui acalmar, deixei-a com a educadora e prometi-lhe que tudo ia correr bem. O pano abriu, gaguejou na primeira frase, mas depois engatou e nunca mais parou. Minha linda menina!Depois seguiu-se o numero musical do João, que tocou a pandeireta, e novamente a Maria em duas coreografias de ballet!No fim houve direito a um encontro imediato com o "Pai Natal" que estava escondido à porta da casa de banho, quando a Maria decidiu que queria trocar de roupa e tirar o fato de ballet aonde? Na casa de banho! Depois do encontro lá me perguntou... Ó mamã, é um homem disfarçado de Pai Natal não é? Sim filha, claro que sim, pois o Pai Natal não podia vir hoje porque está a terminar os embrulhos das prendas de verdade...

E assim a época natalícia vai passando. A árvore feita desde o dia 28 Novembro numa das visitas da tia Andreia, que ajudou na tarefa, a visita à avó Mimi no fim de semana passado com direito a uma ida à neve (e ao frio), e a voltas sem fim num carrocel disponibilizado lá pela Câmara Municipal, para as delicias de todas as crianças (e dos nossos bolsos também).

Os jantares de Natal também já começaram ontem, com a 17ª edição do "Tal Jantar" Uma reunião de amigos de escola do Ivo, onde os antigos professores também fazem parte da lista de convidados e nos dão o enorme prazer de comparecer. A somar, mais um no próximo sábado, onde vou poder ter a possibilidade de rever alguns colegas de faculdade que já não vejo há mais de dez anos... A terminar lá para Janeiro no jantar dos Reis, (uma versão mais light do "Tal Jantar") onde se dá a troca de presentes entre as crianças.


E para todos Votos de um Feliz Natal!!!

10 dezembro 2009

PARABÉNS !!!!!!


Hoje o sobrinho mais lindo faz um aninho!
Para ti meu querido lindo, um beijo do tamanho do mundo desde este lado do oceano.
Desejos de que a tua vida seja repleta de sucessos, saude e felicidade.
De nós todos uma montanha de saudades.
Beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo, beijo