31 outubro 2007

E vão duas....

...viroses! Pois é, qual convidada que veio passar o mês cá a casa, pois assim é a desgraçada da virose, que se agarrou ao meu Joãozinho como uma lapa! Quando parecia que tudo tinha voltado a encarreirar e que a partir de agora tudo voltava ao normal, uma birra descomunal no domingo à noite pôs-me alerta e voltar a pegar no meu melhor amigo destes ultimos tempos; o termómetro (daqueles mesmo á moda antiga que os digitais que comprei, não me dão duas leituras iguais e depois de ficarem sem pilha finaram-se e nunca mais deram nada...).

Pois lá estava bem marcados 39,5 graus. Lá voltei ao armário dos benditos xaropes, e na segunda à tarde, após telefonema ao pediatra, lá fomos nós ao Sr. Doutor. Depois de bem observado, dos pés à cabeça, gargantas, ouvidos e afins, o diagnóstico foi: mais uma virose!


Gostei do que ouvi, pois enquanto forem viroses destas, que depois de 3 ou 5 dias vão embora, está tudo bem. Pior seria se fosse alguma doença maluca que o estivesse a afectar, só não gostei foi de ter gasto 60€ na consulta por causa duma porcaria destas!


Está então o menino de "férias" do infantário, a dar que fazer aos avós paternos, pois enquanto não há febre, nada pára naquela casa! Já vamos no 3º dia, e ainda de manhã havia febre. Vamos a ver quantos dias mais vai demorar esta inquilina indesejada!

25 outubro 2007

Não gosto

mesmo nada, nada de pessoas que não fazem mais nada do que ser vítimas!

Acordem para a vida, que não cai nada do céu, e há que lutar, para conquistar o nosso lugar ao sol... Ter inveja não traz nada para o nosso quintal!

Pode ser uma virose...

...Quarta feira de manhã, e o João acordou sem febre. Assim se manteve até á hora de ir para o infantário. Pensei:
-Porque não arriscar? Passou a noite sem febre, ainda não subiu a temperatura desde que acordou... Vai para o infantário. Não vou entrar em paranóia com a história da febre!

E foi. Deixei-o contentíssimo com a educadora, não sem antes recomendar que se ele fizesse febre me telefonassem imediatamente para o levar ao Hospital. Durante todo o dia o tal telefonema não chegou o que me alegrou um pouco.
-"Já passou" - Pensei.

Quando os fui buscar deram-me a confirmação. Passou o dia muito bem disposto; dormiu bem, comeu melhor e não teve febre.

Fomos directos para a piscina, pois estava em cima da hora da aula da Maria.

Já em casa, depois do banho, começa a ficar super rabugento, com os olhos muito vermelhos, mole, e pede cama, que tem sono. Ainda lhe tentei dar a sopa, mas a birra foi superior e acabei por ir deitá-lo sem comer.

-"Depois dou-lhe um biberão de leite..."

Passado meia hora fui medir-lhe a temperatura. 39 graus! Toca a acordar e vamos para o hospital, depois de lhe dar o dito biberão de leite ( que ele não tinha jantado e não fazia a minima ideia do tempo que lá iria demorar), e uma colher de Ben-U-Ron.

Já no Hospital o atendimento foi relativamente rápido. Da triagem passou directamente para o atendimento, para o gabinete da pediatra que o observou.
Dada a história dele e o antibiótico recente, não lhe foi diagnosticado mais nada além de uma virose, que pode durar entre 3 a 5 dias, uma vez que febre apesar de atingir picos altos, é bastante espaçada, e reage à medicação.

Hoje, por recomendação médica ficou em casa com a avó, e até aqui não houve sinal de febre.

Vamos a ver se é desta!

23 outubro 2007

Os azares continuam...

Eu cá não acredito em bruxas, mas, como se costuma dizer, que as há, há! Especialmente nesta época, em que o dia delas se aproxima.
O João continua com febre, por isso... agenda de amanhã: ida ao Hospital de Aveiro, logo de manhã, bem cedinho!

Hoje tive um furo em plena VCI, no Porto. Saio da Via Norte, entro na VCI em direcção à Ponte da Arrábida e... Já está, pneu furado! "Belo sítio para ter um furo! É que aqui nem há trânsito nem nada..." Pensei eu baixinho. Toca a vestir o belo do colete, quando assim de repente me lembro: "Boa! A porta da mala não abre!" Está avariada vai assim para uns mesitos... Não vou conseguir tirar o pneu sobressalente.
Há que ligar para a assistência em viagem!
-"Minha senhora, a indicação que tenho é que a sua apólice não abrange furos. Terá que chamar o reboque à sua conta" Diz-me a iluminada do outro lado
-"Se eu conseguisse abrir a porta da mala, não precisava de reboque nenhum... Eu mesma trocava o pneu, mas não consigo descortinar como é que a senhora quer que eu troque o pneu sem ter acesso à roda suplente. Tenho uma avaria no carro, no sistema eléctrico que me impossibilita a marcha, por isso tenho direito a reboque sim senhora!" - Tento eu explicar com muita calma (ao princípio). Que não continuava ela a dizer, e que sim insistia eu, com a voz a subir gradualmente de tom! Depois de me ter exaltado um pouco e de lhe dizer que ia trocar de seguradora, que podia anular já aquela apólice e que exigia, pelo prémio que pago todos os anos, ter o meu problema resolvido e dizer que não falava mais com ela, mas sim com o superior, lá me diz, que após nova consulta ao chefe, tinha luz verde para aceitar a operação e que me iria então enviar um reboque para transportar o carro e um táxi, para me levar a mim.

Depois de 45 minutos de seca (em plena VCI, com vista para o Hospital da Prelada) lá me chega o reboque. Para minha salvação, o senhor que o conduzia era do mais prestável, de tal forma que lá me conseguiu tirar o pneu suplente da mala, depois de rebater os bancos traseiros e aceder a ele por aí. Também me tinha lembrado disso, mas não me achei com força para tal proeza... Ofereceu-se então para me trocar o pneu e assim eu podia seguir viagem no meu rico carrinho. Agradeci-lhe imenso e depois de terminar, lá me vim embora. No entanto já não tive tempo para passar em casa da minha sogra, para ver o Joãozinho, pois tinha uma aula para dar às 6 horas da tarde!

Enfim, agora só me resta esperar pela próxima "aventura". Eu parece que ando a elas e as acho... Porque é que só não me sai o Euromilhões?

22 outubro 2007

As medidas do rapaz

Da consulta da passada sexta feira:
Cresceu 3 centimetros em altura
Aumentou 1 centimetro na a medida do capacete
Perdeu peso (- 60 gramas que na consulta dos 18 meses), segundo o pediatra devido ao problema que teve da febre, antibiótico, etc....
-Facilmente recuperável mãe! Não tem nada que se preocupar, que ele é de raça miuda, mas saudável. Crianças Obesas é que não.-Diz o médico e eu... lá me vou resignando, mas não contente. Para a quantidade de comida que ele come, penso que deveria ter mais peso... Não sei, talvez não. Vou acreditar no pediatra pois é ele o especialista da coisa...

Sábado á noite:

Voltou a febre. A despi-lo para o deitar e acho-o quente. Termómero em acção, que me devolve uma leitura de 39,5 graus. Ben-U-Ron, e dorme que nem um santinho. Verifico de novo a febre às 5 da manhã, 37,5 graus. Porreiro penso eu, deve ter sido passageiro. 7h30 da manhã. Acordo com ele a chamar-me. Vou buscá-lo e acho-o quente novamente. Nova leitura, e já vai nos 38,5. Novamente xarope,e aguenta-se até à uma da tarde. Depois de almoço dorme uma boa sesta e ao acordar novo susto. 39,5 graus!
Mais uma colherzinha de Ben-U-Ron. O que vale é que o meu menino adora os xaropes e lambe aquela colher toda. Só não acha piada nenhuma e chora imenso quando lhe limpo o nariz com o soro fisiológico. Eu cá também não acho piada nenhuma pois também não gosto de meter gotas no nariz e entendo-o tão bem... Mas... Eu agora sei assoar-me e ele... não! Tem mesmo de ser. Desculpa meu amorzinho...

Estive até agora a preparar uma formação que vou amanhã de manhã dar a uma empresa, e vou ver como está a temperatura dele agora... Se não melhorar amanhã vai ter que ficar com a minha sogra, pois eu tenho mesmo que ir trabalhar...É assim a vida!


Bem, andemos e veremos, e espero que seja só uma virose maluca que tal como veio se vá. É que ele andou a tomar antibiótico até a passada quinta-feira... Não imagino o que possa ser agora...

19 outubro 2007

Tanto tempo...

... que me falta para fazer as coisas que mais gosto. Sim porque as outras, as que têm mesmo de ser, têm sempre prioridade e às vezes vejo-me da cor da abelha para as levar até ao fim nos prazos impostos, por mim e pelos outros.
E vir aqui, registar a vidinha, a rotina, as conquistas, as birras, as graças e tantas outras coisas dos meus amores é daquelas coisas que me dão muito gosto. E andava cheia de pena por não ter tido até hoje o tempo que precisava para actualizar aqui o cantinho.

Pois... a história da intoxicação, parece que acalmou e aos poucos tudo volta ao normal, as pessoas quase todas começam agora a sentir-se completamente recuperadas e a minha angustia e preocupação tem agora menos peso nos meus ombros. Sinto-me extremamente cansada e precisava de dormir muito agora para também eu recuperar completamente. Foram umas semanas muito stressantes, em que me sentia impotente perante tanta gente afectada. Mas felizmente acabou por não haver danos seriamente graves.

Quanto aos meus meninos, cada vez os amo mais... A Maria está cada vez mais crescida. Já recomeçou as aulinhas de natação, com a novidade de que este ano eu já não vou com ela para a água. Ela vai sozinha junto com os outros meninos, o que me deixa semre com o coração apertadinho pois ela ainda é tão pequenina que apenas fica o pescocito fora de água. Descansa-me um pouco a atenção do professor que está sempre a recomendar-lhe:
-Maria fica sempre pertinho da parede... Qualquer coisa e agarras-te logo à parede...!
E ela ouve com muita atenção e lá vai fazendo tudo ao ritmo dela, o melhor que consegue e sempre a olhar para mim à espera de um sorriso, uma palavra ou ou olhar de aprovação e de incentivo.
Também já começou as aulas de ballet. Essas ainda não assisti a nenhuma pois tenho aulas no mesmo horário e quem a vai buscar é o Ivo. Tem sido ele a assistir à alegria dela no mundo da dança que ela tanto gosta. Que tem muito jeito é a professora quem o diz. Assim como nota que tem mais à-vontade do que muitas meninas mais velhas que frequentam as aulas já desde o ano passado. A ver vamos, mas para já ainda não lhe comprei nenhum tipo de material para o ballet. Não vá ela daqui a um mês lembrar-se que já não gosta e não quer ir mais...(acho difícil, mas... nunca se sabe...)

O João Henrique continua sem dizer praticamente nada. Que preguiçoso ele me saíu na fala. Entende tudo, faz-se entender, brinca com a situação quando lhe peço que repita algumas palavras (olha-me com ar de gozo...) e falar é que nada!
A semana passada andou doentinho, febre, tosse e lá fomos ao Hospital. Antibiótico de 8 em 8 horas e agora já está fino. Só teve que interromper as aulas de natação...Logo tem consulta no pediatra. A consulta dos 21 meses... Vamos ver como andam as medidas do rapaz.
Agora anda com a mania de calçar os sapatos de Sevilhana da irmã e atravessa o corredor inteiro a fazer sapateado. Fartamo-nos de rir com a figura dele, e com a da Maria atrás dele a dizer-lhe para lhe devolver os sapatos que são dela e, que os meninos não usam sapatos de salto alto, vermelhos e com bolinhas pretas. É mesmo de ir às lágrimas, com tal espectáculo...

No fim de semana do 5 de Outubro tivémos também a visita da Andreia e da Filipa. Entenderam-se muto bem a Maria e a Filipa, mas já o duo Filipa e João... As coisas não corria tão bem... Ele "enxotava-a" quase sempre. Houve um episódio em que ele queria um brinquedo que ela tinha, e que lhe queria emprestar, mas ele, com a birra, cada vez que a Filipa se aproximava dele para lhe dar o brinquedo, ele mandava-lhe um berro que a coitadinha fugia, com medo dele, e a fazer uma cara super engraçada... Também foi demais...

E bem mais um fim de semana se aproxima e já vou ficar mais tempo com os meus meninos e o meu amor... Ah! É verdade, no sábado passado foi o nosso aniversário de casamento. Passámos o dia com os nossos meninos, sem stress, nem horários e passeámos. No domingo fomos à Covilhã visitar a minha mãe, e conhecemos o Bernardo, que é filho de uma prima minha que eu não via há anos. Foi muito bom passarmos o dia todos juntos, com a minha mãe toda contente por ter a casa cheia de meninos. Ficou foi um caos aquela casa quando viémos embora... Parecia que tinha passado por lá um furacão. Ehehehe!
E pronto.
Registo efectuado com sucesso, e cantinho actualizado.

Bom fim de semana!!!

11 outubro 2007

Balanço (quase) final...

Finalmente já todos sairam do hospital. Durante o fim de semana a minha cunhada e o meu sobrinho tiveram alta, na segunda feira, mais um adulto e uma criança e por ultimo a minha mãe já foi hoje para casa...

Felizmente tudo não passou de um grande susto, uma grande maçada e um grande desgosto... Poderia ter tido consequências mais graves, embora não tenhamos todos ganho para o susto,e agora já conseguimos gracejar com algumas situações vividas no hospital, mas ... foram uns dias para esquecer...

Já fui ao Jumbo fazer a reclamação oficial, e preencher os papéis para que fosse accionado o seguro... Agora vamos lá a ver como é que vai ficar esta história... Espero não ter muitos problemas e que não se armem em parvos nas indemnizações às pessoas, senão... tenho que tomar medidas, mas isto assim não fica...

Têm sido muito atenciosos e ligam-me todos so dias a saber do estado de saude das pessoas mas só isso não basta, nem compensa as pessoas do tempo que passaram no hospital e do desconforto e mal estar que sentiram!

A ver vamos!

Estou mais contentinha!

04 outubro 2007

Balanço

Hoje três pessoas já tiveram alta, uma criança desencadeou uma apendicite e teve que ser operada, um adulto, por não conseguir reter a medicação teve um ataque forte de bronquite, e continuam 3 adultos e 4 crianças internadas. Continuo triste e preocupada...
Não me apetece escrever mais nada...

03 outubro 2007

A ausência...

...desta vez não se deveu ao livro... Antes tivesse sido, principalmente nestes ultimo dois dias que para mim têm sido de loucos.
A semana passada foi passada numa autêntica maratona entre as minhas aulas na Maia e em Águeda, os meninos, as idas ao infantário e a uma reunião de pais que decidi não comparecer, pois não me apeteceu passar a unica noite livre da semana a ouvir sermões e raspanetes que não me eram devidos, e já me bastou passar por isso no ano passado. E por isso, hoje fui ter uma pequena reunião com a educadora, para converasr do que realmente a mim me interessava. Parece que outros pais que também faltaram à reunião geral também tinham marcado à mesma hora, mas só eu é que apareci ( mas este assunto seria para um outro post).Desta vez resolvi aproveitar a noite e estar com os meus meninos, até porque tinha uma almoço para 40 pessoas para preparar...

Pois... para além do que já disse, passámos, eu e o Ivo toda a semana a preparar um almoço para alguns amigos mais chegados, no domingo. Encomendar comida, alugar as mesas, cadeiras e loiças, encomendar flores, bem uma trabalheira que me cansou mas, que fiz com muito prazer, pois era para receber amigos queridos.

O dia chegou, correu tudo optimamente, o pior foi ontem, segunda feira, quando começo a receber telefonemas de pessoas a perguntar se eu estava bem, pois não se estavam a sentir muito bem... E a confirmação veio mais cedo que o que eu esperava. Intoxicação alimentar com salmonelas, devido a uma sobremesa que eu mesma confeccionei, com ovos que supostamente eram objecto de um rigoroso controlo de qualidade, com identificação de lote, data de validade, e mais não sei o quê. Resultado: 10 pessoas internadas, que foram as que mais consumiram a dita sobremesa, incluindo o meu sogro, a minha mãe, o meu sobrinho e a minha cunhada.

Ontem e hoje não fui trabalhar pois não consegui deixar as pessoas internadas sem dar nenhum apoio, a elas e às familias... Já chorei baba e ranho, mas também, como não resolveu o problema de ninguém, nem fez o tempo voltar atrás, depois decidi centralizar as minhas energias, nas idas ao hospital para dar algum apoio (sabe-se lá em quê, pois médica não sou...) mas lá fui tratando de alguns assuntos pendentes que algumas pessoas tinham e que na medida do possivel, fui tentando resolver...
Eu por ironia, também comi um bocadinho da dita sobremesa, e só hoje de manhã tive um sintomazito da coisa...Vi quando fui à casa de banho...O Ivo idem aspas, e os meus meninos, felizmente nem provaram da maldita baba de camelo, e estão todos finórios!!!

Fizémos a Arvore!!

Na sexta feira também foi feriado aqui em Marrocos! Aqui comemorou-se o aniversário do nascimento do Profeta Mohammed, e graças a isso pud...