31 outubro 2009

Sorte ou a falta dela

Ainda a digerir o facto de que não foi hoje que os meus problemas, preocupações, chatices, afins blá, bjá, tanta coisa que pode perfeitamente caber no saco e deitar ao mar, ao rio, eu sei lá, acabarem. Pois é... Tudo isto para dizer que ainda não foi esta semana que virei excêntrica!
Ando completamente exausta e sem paciência para nada. Não será bem a falta de paciência mas sim a falta de senso, atitude, comportamento, responsabilidade por parte da maior parte das pessoas que me rodeiam. Especialmente os meus alunos. Quando pensamos que vamos dar aulas a um grupo de adultos, pensamos: "Porreiro, malta crescida, formada", com quem não pensamos vir a ter problemas . E quando dou conta... sinto uma autêntica desilusão e infelizmente entendo tão bem os mais novos. As minha turmas de gente miuda na casa dos 14, 15, até 20 anos... Com a falta de exemplo, é muito fácil, genuíno até não fazer os trabalhos de casa, chegar tarde, não levar os cadernos, não levar o material, escrever sms durante a aula, não tirar o chapéu dentro da sala de aula, etc... outros tantos exemplos com os quais eu me deparo todos os dias... Mas como eu ia dizendo, quando vamos para uma turma de adultos pensamos que essas questões já não se põem mas... desengano. Piores ainda porque se julgam senhores de si e não admitem uma chamada de atenção porque já não são nenhuns garotos/as e não estão para ouvir sermões...
Admito no entanto que a culpa não é deles...como dizia o outro senhor... A culpa é do sistema... E enquanto os Centros de formação forem obrigados a mostrar trabalho, numeros, e estatisticas vai ser sempre assim...
E vejam só, isto tudo a partir da minha falta de sorte... Só para dizer que ainda não foi desta que me saíu o euromilhões:)

22 outubro 2009

Publicidade

A Rita está a ensinar a reciclar latas. Quem estiver interessado vá lá ver como é:)

A sobrinha da minha amiga Marta está a concorrer ao Festival Prix Europa com o filme The Hole (O Buraco), produzido por ela. Eu gostava que ela ganhasse por isso podem ir
votar no filme. Ela, a sobrinha chama-se Mafalda Castelo-Branco e as votações terminam amanhã.

Obrigada

18 outubro 2009

Atenção!

Atendendo à crise mundial, global, nacional, e afins, toca a clicar naqueles anunciozinhos ali do lado esquerdo, que é pra ver se entram mais uns centimos sim? Fáxavore, please?
A direcçao agradece desde já senão... quem se lixa é a "comichão":)

13 outubro 2009

Que mais nos irá acontecer - Parte III

Hoje que foi o nosso dia, e que não trabalhei à noite pudémos jantar em casa. Depois de um dia com uma dor de costas brutal, chegam a casa. O João "lesionado", com um joelho esmurrado por uma queda, e a Maria queixosa com dores de cabeça...
Passadas duas semanas as minhas suspeitas confirmam-se. Foi-se a febre do João, que tinha aparecido no fim de semana do batizado, e chegou agora à Maria. Na hora da confirmação o termómetro marcava 39.5º.

Um ano mais... :-)

E é assim, com tudo de bom e de menos bom que nos tem acontecido, continuamos assim, como eu quero por muitos e muitos anos mais. Juntos, juntos e juntos.
Lembro-me como se fosse hoje, todas as emoções, aventuras e desventuras daquele dia, e isso é sinal de parece que o tempo não passou, pois o sentimento, o amor, a união, a amizade continuam com a mesma, ou melhor com mais intensidade.

Beijo e agora não vou dizer mais nada para não me tornar muito repetitiva.
Amo-te

Que mais nos irá acontecer - Parte II

Só para não maçar muito, nem me tornar muito chata, por aqui continua tudo mais ou menos na mesma. É mais ou menos como a Rita, assim!

02 outubro 2009

Que mais nos irá acontecer???

Desespero, frustração, raiva, incapacidade, derrota, invasão, aflição. Estes foram alguns dos sentimentos que senti ao mesmo tempo, hoje ao chegar ao carro, e ver que tinha sido assaltada à porta do infantário dos meus filhos.

Partiram o vidro e levaram a mala, com tudo lá dentro. Porta moedas (com dinheiro), chaves, cartões, óculos de sol (graduados), documentos, tudo! Senti o chão fugir-me debaixo dos pés e desesperei sem os meus bens pessoais, e depois senti o vazio e, a injustiça. Porquê eu, porquê nós, e porquê nos ultimos tempos tudo correr mal. Como diz a minha melhor amiga, sinto-me como nos desenhos animados, o boneco que anda constantemente com a nuvem negra em cima da cabeça.

Depois foi o pandemónio, o achar que devia ter sido um ladrão de ocasião, que tinha fugido a pé, e corri o pinhal vizinho à procura da mala, na esperança de que tivesse sido abandonada, caída no meio do chão. Depois foi a polícia que não queria ir tomar conta da ocorrência. Depois a discussão do Ivo com a GNR, que finalmente acedeu a deslocar-se ao local, mais o Nucleo de Investigação Criminal. E depois a constatação, através das imagens gravadas pelas câmaras de vigilância do Infantário, de que afinal tinha sido um casal, num carro branco, que tinha assaltado o meu carro.

E no meio disto tudo, os meninos no parque a brincar e sem perceberem porque é que o pai e a mãe andavam ali para a frente e para trás com os polícias atrás deles...

A mala felizmente já apareceu, num caixote do lixo, perto de uma outra escola a 20 Km de distância e onde outra mãe, foi roubada como eu. Já lá não estavam os óculos de sol, nem o dinheiro e nem os cartões, mas ao menos recuperei os documentos e as outras coisas que são MINHAS, de mais niguém. Os ladrões, através de tratamento de imagem talvez se consiga decifrar a matrícula do carro e se não for falsa nem o carro roubado, se chegue a eles.

Fica o saldo negativo também da conta do vidro partido...
Diz o ditado que hora a hora Deus melhora. Assim espero que se Ele nos anda a pôr à prova, já chega de avaliação...
Bom fim de semana a todos!

Fizémos a Arvore!!

Na sexta feira também foi feriado aqui em Marrocos! Aqui comemorou-se o aniversário do nascimento do Profeta Mohammed, e graças a isso pud...