09 julho 2008

Calma...

Ai que por momentos vi a minha vidinha a andar para trás...

Passar toda a manhã a trabalhar, sair para o almoço, e quando regresso, o computador desligado... Ligo, abro o ficheiro pretendido e... nada... todo o trabalho perdido. Desânimo! Vou às propriedades certificar-me onde são guardados os ficheiros de recuperação automática. Não encontro o pasta... Configuro de modo a ver todos os ficheiros, incluindo pastas ocultas. Continua a não aparecer a pasta... PÂNICO! Ai agora que vou ter que fazer tudo de novo...Não!... vou ali comer uma fatia de bolo em frente á televisão e já volto...

Nova tentativa! Reiniciar esta máquina da qual depende quase toda a minha vida. Abrir o programa, e... lá está, os ficheiros recuperados automáticamente, e o que pretendo fazer com eles! Guardar pois tá claro...

Daqui em diante, não faço mais nada em caso de desespero, sem antes me sentar em frente ao televisor e comer uma fatiazinha de bolo, para recuperar a calma e conseguir pensar racionalmente!

2 comentários:

Anónimo disse...

Olha lá pequena essa dieta aos doçes
Não é só avisar e prevenir a Mamã que os doçes fazem mal...
Bolos tambem são doçes...rsrsr
O melhor mesmo é respirar fundo e manter a calma,nada de stress,as tecnologias tambem fazem partidas,mas são uma maneira de podermos comunicar com quem gostamos muito e ficarmos mais perto de quem amamos e se encontram distantes.
Como é bom poder usufruir desta pirueta,ajudanos a minimizar as saudades...
São muitas as vezes que venho aqui saber novidades dos meus meninos e tal como eu tenho a certeza que não sou única que procura aqui algo mais sobre os meus meninos.
Beijinhos e as melhoras dos pequeninos e do Papá pois desta vez chegou p/ todos escapou a Mamã par ficar de enfermeira...rsrs

G_ticopei disse...

Eu sei bem as vezes que aqui vens, tu e todas as pessoas que me vistam... Claro que não consigo identificar todas, mas algumas referências, alguns locais, e algumas pessoas são incofundíveis e sei tão bem de quem se trata... Obrigada por nos visitares, e estares atenta ao que por aqui se escreve! Beijo grande para a minha mamã