30 maio 2017

Ramadão

Por aqui vivemos dias de Ramadão desde sábado passado. Gosto deste mês, desta época de Ramadão... é uma época diferente... há uma certa paz pelo que representa o Ramadão mas ao mesmo tempo sente-se uma tensão e um stress provocado pela falta de comida, cafeína e nicotina para os fumadores. Enquanto as pessoas se sentem mais solidárias, ao mesmo tempo a privação de água e dos seus habitos alimentares durante todo o dia por vezes causa alguma impaciência e vemos algumas discussões na rua, no trânsito...

Outra coisa que gosto no Ramadão são os horários. Uma semana antes do início do Ramadão a hora mudou aqui. Voltámos à hora antiga e estamos com menos uma hora. Por outro lado os horarios laborais também mudam. Isso faz com que o papá saia mais cedo para trabalhar mas a meio da tarde já o temos em casa, o que por vezes nos permite dar um pulinho à praia antes de jantar!
O Horario escolar dos meninos também muda. Passam a entrar meia hora mais tarde, a duração das aulas diminui cerca de 10 minutos e o tempo de recreio é aumentado.

Os nossos hábitos alimentares também mudam. Não fazemos Ramadão a 100% mas como normalmente levamos o almoço para o escritório e comemos aí, durante o mes de Ramadão, em respeito para com os Marroquinos com quem trabalhamos não o fazemos. 
Então durante o tempo que estamos a trabalhar não comemos nem bebemos nada. Só quando chegamos a casa, e por isso também tentamos tomar um bom pequeno almoço antes de sair. E no meu caso, o cafezinho que normalmente é tomado no escritório, tomo-o em casa também antes de sair.

As crianças muçulmanas não estão obrigadas a fazer Ramadão e por isso o João continua a levar o seu pãozinho para comer no recreio da manhã no colégio. 
Com a Maria as coisas são diferentes... com 13 anos já todos os adolescentes fazem Ramadão e este ano ela também disse que vai querer fazer alguns dias Ramadão em respeito pelos seus amigos/as. Durante o tempo que está no liceu não come nada (entre as 8:15 e as 15:00) e só come quando chega a casa. Ontem por exemplo não quis comer e só terminou o jejum na hora do Ftour, que é a hora a partir da qual se pode comer pois o Sol já se pôs (normalmente por volta das 19h45). Esta hora é anunciada pelos Imanes, através dos megafones das mesquitas. Ontem foi convidada por uma amiga a comer o Ftour na sua casa e foi onde rompeu o jejum.

O que os muçulmanos normalmente comem no Ftour no Ramadão são tâmaras com leite, Harira, que é uma sopa deliciosa feita com grão, lentilhas, carne, tomate e massa muito fina (tipo a que nós utilizamos para fazer aletria), Briouat ou Cigales que são salgados que podem ser de carne picada, frango ou peixe. Isto como entrada... depois jantam normalmente frango assado ou guisado, ou esparguete à bolonhesa, ou cordeiro assado no forno, ou peixe assado no forno, tagine de peixe, vitela ou frango, etc...

Para sobremesa têm depois um monte de doces feitos com muito mel, mas a mais famosa e que eu adoro é a Chebaquia, que é uma massa frita regada com muito mel e polvilhada com sementes de sésamo.

E é assim durante todo um mês em que a noite se transforma em dia e as familias e amigos se reunem para romper o jejum juntos e nós cristão temos também a oportunidade de participar pois todos os anos somos convidados por vários amigos para participar do seu Ftour. Gosto muito!


Tâmaras com leite


Harira


Briouat


Cigales


Chebaquia


Sem comentários:

Fizémos a Arvore!!

Na sexta feira também foi feriado aqui em Marrocos! Aqui comemorou-se o aniversário do nascimento do Profeta Mohammed, e graças a isso pud...