06 fevereiro 2012

Do casamento

Não foi nada parecido a todas as descrições que eu já tinha ouvido dos casamentos marroquinos. Fiquei até muito bem impressionada...
Estava marcado para começar "a partir" das 8 da noite, mas esperámos até um amigo do noivo ( e também funcionário da empresa) ligar para avisar que o noivo já se dirigia para a festa. O telefonema foi então às... 22h30m :) Encontrámo-nos no caminho, com esse amigo que nos levou à festa pois não sabíamos muito bem onde ia ser... Mas foi fácil, pois ele ia integrado no cortejo, e era só seguir os carros com os quatro piscas e a buzinar!!!
À chegada ao salão, o noivo (o comercial da fábrica e quem nos convidou) veio receber-nos assim como alguns membros da sua família. Depois o grupo de musicos tradicionais cantavam e tocavam uma musica que dizia, mais ou menos como "Foi ele, foi o Jawad (o noivo) que roubou a noiva", e dançavam à volta dele:) Entretanto entrámos no salão de festas, a seguir ao noivo, num "cortejo" onde seguiam também flores e presentes do noivo para a noiva! Assim que ele chegou ficaram os dois, numa espécie de trono e os convidados iam apreciar os fatos de ambos, assim como os presentes...

Depois de nos sentarmos na nossa mesa, com mais uns amigos, vieram servir-nos uns doces tradicionais, que no fundo eram uns bolinhos de noz e amêndoa, e deram-nos também, uma coisa que achei muito curiosa... Um saquinho de pano cor de rosa, enrolado e atado com uma fitinha de cetim. Este saco destinava-se a meter os bolinhos que não comêssemos na festa, e que poderiamos trazer para casa. Achei muito engraçado... A musica foi uma constante ao longo de todo o casamento.
Entretanto foram servidos sumos de fruta natural; pêssego, limão, laranja, ananás... e o tradicional chá... No meio disto tudo, os noivos desfilavam no salão e iam novamente trocar de roupa.
De segunda vez que mudaram de roupa, meteram-nos tipo nuns tabuleiros, e uns mestres de cerimónias carregavam com eles ao ombro, ao som de uma musica muito animada... Muito giro!

Às duas e meia da manhã serviram então uma tarte folhada recheada de frango desfiado e com um molho de mel, seguido de outro prato de vitela assada com ameixas... Os desfiles com os vestidos dos noivos, que ao todo foram 4, terminaram com o bolo de noiva.

Durante a festa, muita gente dançava ao som da musica, incluidos nós que nos divertimos imenso com aqueles ritmos tão diferentes dos nossos... E apesar de estarmos vestidos de uma forma completamente diferente de toda a gente e não conhecermos quase ninguém todos nos acolheram bem e manifestaram bastante agrado por nos verem a participar da festa deles, fazendo um gesto com as mãos, típico deles, que significa "Estão muito lindos".

Outra coisa que apreciei bastante foram os jovens... Muito atentos aos familiares mais velhos, e sempre presentes para os auxiliar sempre que queriam levantar-se para ir tirar fotos com os noivos ou ir à casa de banho... Bem como ficarem com os bebés que já dormiam enquanto os pais queriam ir dançar ou tirar fotos... E falo sobretudo de rapazes com médias de idades entre os 15 e 20 anos... Coisa que... normalmente é sinónimo de idade do armário e que acham uma piroseira estar ao lado dos pais...

E às 5 da manhã, a festa terminou, com a saída dos noivos, e ela com o vestido bem parecido aos nossos, num cai cai muito giro e luvas altas!  

1 comentário:

Joana disse...

Como já deste conta, certamente ando por aqui a cuscar.
Da primeira vez que fui a Marrocos também tivemos um convite para ir a um casamento. Acabamos por não ir devido a varios factores, mas fiquei com muita pena.
Mas eu tinha de ir com uma fatiota marroquina. Estou mortinha para usar uma.
Ah, tinham-me dito que no casamentos homens e mulheres ficavam separados, isto durante a boda. Afinal não é assim?

Fizémos a Arvore!!

Na sexta feira também foi feriado aqui em Marrocos! Aqui comemorou-se o aniversário do nascimento do Profeta Mohammed, e graças a isso pud...